Você está aqui: Página Inicial

Apresentação

Logo

Bem-vindo ao primeiro sitio eletrônico dedicado exclusivamente aos instrumentos musicais brasileiros. O objetivo do nosso projeto de disponibilização é criar e dinamizar um espaço de consulta acadêmica e intercâmbio científico, possibilitando a atualização contínua da cartografia organológica, que disponibilize não somente os dados estruturais e acústicos dos sistemas de classificação, mas também, links ou ilustrações bibliográficas, iconográficas, fonográficas e dados contextuais, contendo a realidade geográfica, histórica e social de cada instrumento com suas utilizações, funções, estilos e cultura musical.

Nos assuntos da nossa página constam o primeiro nível da cartografia organológica exibindo as categorias: idiofones, membranofones, aerofones e cordofones. Cada instrumento pertence a uma dessas categorias e é descrito conforme a numeração do sistema de classificação adotado pelo MIMO (Musical Instrument Museums On Line) Consortium1 (2011). Este tem como base a publicação de Jeremy Montagu (2009), que revisou o método de Hornbostel-Sachs (1914) e esse, por sua vez, aperfeiçoou a divisão tetrapartite criada por Victor Mahillon, em 1890.

Os verbetes são elaborados por bolsistas de iniciação científica e revisados pela coordenadora do projeto "Disponibilização de cartografia organológica da cultura brasileira" (Satomi, 2014), que tem se envolvido na temática desde 1995 e culminou com a publicação de alguns verbetes brasileiros no The Grove Musical Instruments (2014)2

1 Ver http://www.mimo-international.com/documents/Hornbostel%20Sachs.pdf

2 Ver “adjulona”, “atabaque” e “zabumba” em http://www.oxfordmusiconline.com/public/book/omo_gdmi

Idiofones

Yaxsã-ga

Seria um idiofone percutido indiretamente, agitado e com forma recipiente ( quando os objetos sonoros se entrechocam contra a parede de um recipiente, como uma cabaça seca, Cucurbita Lagenaria, com sementes). Dessa forma, é classificado como 112.13.

Seria um idiofone percutido indiretamente, agitado e com forma recipiente ( quando os objetos sonoros se entrechocam contra a parede de um recipiente, como uma cabaça seca, Cucurbita Lagenaria, com sementes). Dessa forma, é classificado como 112.13.

Trocano

Também chamado de trocana ou torokaná, seria um idiofone que é percutido diretamente, batido, tubular e isolado, sendo assim classificado como 111.221.

Também chamado de trocana ou torokaná, seria um idiofone que é percutido diretamente, batido, tubular e isolado, sendo assim classificado como 111.221.

Triângulo

Idiofone, percutido diretamente por um bastão (geralmente de ferro ou prego comprido), sendo ele próprio, tocado de forma isolada. Sendo assim, o triângulo se encaixa na classificação 111.211.

Idiofone, percutido diretamente por um bastão (geralmente de ferro ou prego comprido), sendo ele próprio,  tocado de forma isolada. Sendo assim, o triângulo se encaixa na classificação  111.211.

Membranofones

Zabumba

Com um corpo onde a profundidade não excede seu diâmetro, variando entre 20 e 30 cm de altura e 40 e 56 cm de diâmetro, o zabumba é um tambor cilíndrico de dupla membrana se considerarmos que pode ser uma herança européia, africana ou do oriente médio, dos longos tambores tubulares.

Com um corpo onde a profundidade não excede seu diâmetro, variando entre 20 e 30 cm de altura e 40 e 56 cm de diâmetro, o zabumba é um tambor cilíndrico de dupla membrana se considerarmos que pode ser uma herança européia, africana ou do oriente médio, dos longos tambores tubulares.

Ta-pa-dê

É o único membranofone indígena registrado por Helza Camêu em sua obra “Instrumentos musicais dos indígenas brasileiros” de 1979.

É o único membranofone indígena registrado por Helza Camêu em sua obra “Instrumentos musicais dos indígenas brasileiros” de 1979.

Tamborim

Membranofone bastante encontrado em grupos urbanos de percussão, principalmente em baterias de escolas de samba, nos carnavais.

Membranofone bastante encontrado em grupos urbanos de percussão, principalmente em baterias de escolas de samba, nos carnavais.

Cordofones

Ka-txo-tsê

Único cordofone encontrado na cultura indígena brasileira pela presente pesquisa. O exemplo encontrado foi registrado pela musicóloga HelzaCamêu (1979, p. 66-67) pertencente a coleção Roberto Tamara, 1950 do Museu Nacional e Museu do Índio do Rio de Janeiro.

Único cordofone encontrado na cultura indígena brasileira pela presente pesquisa. O exemplo encontrado foi registrado pela musicóloga HelzaCamêu (1979, p. 66-67) pertencente a coleção Roberto Tamara, 1950 do Museu Nacional e Museu do Índio do Rio de Janeiro.

Udecrá

Instrumento de corda encontrado na cultura indígena

Instrumento de corda encontrado na cultura indígena

Gualambo

Cordofone de origem africana encontrado no Brasil e Paraguai

Cordofone de origem africana encontrado no Brasil e Paraguai

Aerofones

Tarawi

Instrumento de sopro, com palheta livre, encontrada entre o povo Kamayurá.

Takwara

Instrumento de sopro, especificado por Rafael J. de Menezes Bastos (1986: 59-60) como aerofone tipo palheta livre, feito de taquara.

Ualri

Instrumento de sopro, descrito por Renato Almeida (1942: 45) como uma das “trombetas de Jurupari”, por ser usada na festa de mesmo nome.

Edite o tile para adicionar um texto.