Você está aqui: Página Inicial > Formulários > Reserva da Sala de Concertos Radegundis Feitosa
conteúdo

Reserva da Sala de Concertos Radegundis Feitosa

por mateus publicado 14/03/2019 11h25, última modificação 06/09/2019 10h26
Seu evento precisará de recepcionista?  
Data e hora do Evento  
/ /   :
Ensaios/Preparação Palco 01
/ /   :
Ensaios/Preparação Palco 02
/ /   :
Ensaios/Preparação Palco 03
/ /   :
Declaro que li e concordo com os termos e condições de uso  

Termos e condições de uso

Toda e qualquer atividade realizada na Sala de Concertos Radegundis Feitosa deverá estar sob a responsabilidade de um servidor docente ou técnico administrativo.

 

Toda e qualquer atividade realizada na Sala de Concertos Radegundis Feitosa deverá estar em consonância com as finalidades específicas e permanentes do LAMUSI, que são:

 

  1. contribuir para a prática e formação orquestral e camerística dos alunos dos cursos de extensão, seqüenciais, de graduação e de pós-graduação ligados aos Departamentos de Música e de Educação Musical da UFPB, impulsionando e estimulando o aperfeiçoamento técnico, bem como preservando os valores culturais;
  2. formar e educar plateia, por meio de concertos e desenvolvimento de projetos (artísticos e didáticos) para a comunidade acadêmica e para a comunidade em geral;
  3. III.  realizar programas e projetos – incluindo gravações – para desenvolver e divulgar a música sinfônica e camerística, tanto tradicional quanto contemporânea, tanto erudita quanto popular, especialmente a brasileira e a latino-americana, envolvendo a área de instrumento, além das áreas de canto, regência, composição, educação musical e musicologia;
  4. IV.  promover cursos, festivais, concursos, intercâmbios com outros órgãos afins, nacionais e estrangeiros.

 

Devido ao reduzido número de servidores técnico-administrativos lotados no LAMUSI, o laboratório não é responsável pela montagem e desmontagem do palco. Sendo assim, o solicitante deverá tomar as devidas providências para que a sala seja entregue devidamente organizada, a fim de que a continuidade de sua utilização não seja comprometida.

 

É de responsabilidade do servidor docente ou técnico-administrativo solicitante orientar o adequado manuseio e uso dos equipamentos e dos espaços do laboratório (palco, camarins, fosso orquestral), considerando que é dever dos servidores públicos civis “zelar pela economia do material e pela conservação do patrimônio público”, conforme preconiza o inciso VI da Lei Nº 8.027, de 12 de abril de 1990.