Você está aqui: Página Inicial > Contents > Notícias > OSUFPB apresenta sua primeira ópera com obras de Mozart

Notícias

OSUFPB apresenta sua primeira ópera com obras de Mozart

Montagem tem encenação com texto original e linguagem regional.
por CCTA publicado: 26/11/2018 07h34 última modificação: 26/11/2018 07h34

Mais de 200 anos depois de sua morte em Viena, o compositor austríaco Wolfgang Amadeus Mozart aparece na Paraíba falando com sotaque e tudo. Ele traz consigo seu diário e conta três causos super engraçados, histórias de amor, sedução, intrigas e mentiras extraídas de suas principais óperas com libreto do poeta italiano Lorenzo da Ponte: Don Giovanni, As bodas de Fígaro e Così fan tutte. A magia de suas palavras e sua genialidade criadora dão vida aos personagens e nos fazem mergulhar no encantador e divertido mundo da ópera.

A OSUFPB apresenta sua primeira ópera. Trata-se de um evento totalmente produzido pela UFPB e que marca a ousadia nos projetos da Orquestra Sinfônica da instituição, que traz para a cena atores e cantores paraibanos numa montagem original, cheia de humor e irreverência. A estreia será no Theatro Santa Roza, dia 27 de novembro, às 20 horas. Uma segunda apresentação será feita na Sala de Concertos Radegundis Feitosa, na quinta-feira, 29, no mesmo horário. Para as duas apresentações, a entrada é franca.

A montagem é feita a partir de cenas das óperas “Don Giovanni”, “As Bodas de Fígaro” e “Cosi fan tutte”, do emblemático compositor austríaco Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) sobre os textos do italiano Lorenzo Da Ponte, um dos mais célebres e influentes libretistas da história da ópera. Nesta montagem, entretanto, essas estórias serão narradas pelo próprio compositor, que assume um papel regional, trazendo para o imaginário nordestino as famosas cenas das consagradas obras de Mozart.

A ideia é trazer o próprio Mozart para contar as estórias escritas pelo poeta Lorenzo Da Ponte, que são as porções literárias dessas obras consagradas na história da música universal. Mas o Mozart que fará este papel ganha força regional e narra tais estórias com o sotaque nordestino, de forma graciosa e irreverente. Este Mozart presente no palco traz para o público, como um contador de estórias, os “causos”  que foram escritos há mais de duzentos anos e que serão encenados, com a orquestra e os cantores, de forma fiel à criação do autor, exaltando os dramas que vêm emocionando o público no mundo inteiro desde o final do século dezoito.

Assim, ele traz consigo seu diário e conta três causos super engraçados, que narram histórias de amor, sedução, intrigas e mentiras, sentimentos e ações que nem se pode dizer que mudou tanto com o passar dos anos.  A direção de cena é do ator e diretor teatral Everaldo Vasconcelos. O texto que dará vida ao Mozart nordestino é do professor Vianey Santos, ambos são professores do Centro de Comunicação, turismo e Artes da UFPB – CCTA.

Em seus cinco anos de existência, esta é a primeira vez que a OSUFPB produz e apresenta uma ópera. Percebe-se, entretanto, que esta montagem traz uma roupagem criativa que faz com que o público se aproxime das obras do compositor austríaco através de uma adaptação de linguagem, provocando, ao mesmo tempo, um ousado exercício cênico e o adensamento da função pedagógica que caracteriza a OSUFPB como uma Orquestra Sinfônica abrigada numa universidade e por isso se presta à formação de plateia para a música orquestral.

“Causos de Mozart” é uma realização da OSUFPB, cuja diretora é a  professora Íris Vieira. A regência e direção artística da ópera é do seu maestro titular Thiago Santos. Esta produção conta ainda com o apoio do Departamento de Música e Educação Musical da UFPB, da FUNESC e do Jornal A União.

CAUSOS DE MOZART

27 de novembro - Teatro Santa Roza - 20h

29 de novembro - Sala de Concertos Radegundis Feitosa - 20h

Concepção, direção musical e regência:

Thiago Santos

Texto e preparação vocal: 

Vianey Santos

Direção cênica: 

Everaldo Vasconcelos

Orquestra Sinfônica da UFPB 

Elenco:

Neto Ribeiro como Mozart

Alline Fernandes como Dona Elvira e Dorabella

Giovanna Maropo como Susanna e Fiordiligi 

Gleyce Vieira como Despina

Luiz Kleber Queiroz como Leporello e Don Alfonso

Marconi Brasiliano como Don Giovanni, Figaro e Guglielmo 

Thiago Wesley como Ferrando

Clique AQUI para acessar o programa do espetáculo.