Você está aqui: Página Inicial > Conteúdo > Menu > Pesquisa > Grupos de Pesquisas
conteúdo

Grupos de Pesquisas

por gustavodacostaalvess publicado 11/02/2020 10h56, última modificação 25/08/2021 12h24

OBSERVATÓRIO DO JORNALISMO PARAÍBANO

EMENTA: Este projeto Observatório do Jornalismo Paraibano, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Jornalismo (PPJ) da Universidade Federal da Paraíba, se propõe a atuar em quatro vertentes: crítica de mídia/imprensa, agências de fact-checking, monitoramento de acessibilidade e gestão da qualidade da informação jornalística. O objetivo central é contribuir com a melhoria do jornalismo paraibano, no que diz respeito à informação confiável, verificada, acessível e de qualidade, além de contribuir com o desempenho ético dos profissionais e organizações jornalísticas, públicas, privadas e mídia independente. O Observatório reúne jornalistas profissionais, professores, pesquisadores, estudantes de pós-graduação e graduação que se dedicarão voluntariamente à análise crítica de material jornalístico divulgado na internet (blogs, portais, redes sociais digitais etc.), mídia impressa (jornais e revistas) e eletrônica (rádio e tevê). O projeto também surge articulado a experiências de redes nacionais, como a da Rede Nacional de Observadores de Mídia (Renoi), o que demonstra o interesse e a capacidade do projeto de se inserir em movimentos amplos de crítica de mídia, assim como aderir a organizações de combate à desinformação e fake news, como a rede nacional que vem se articulando, a partir da Universidade Federal do Piauí (UFPI).

 

NARRAR (NARRATIVAS JORNALÍSTICAS E PROCESSOS PRODUTIVOS)

EMENTA: Este Grupo de Pesquisa tem por objetivo fomentar o debate sobre as narrativas jornalísticas e os processos produtivos que envolvem histórias de vida, subjetividades e escrita de si, grande-reportagem, livro-reportagem, jornalismo literário, perfis e biografias. Busca refletir sobre a construção de narrativas jornalísticas em meios convencionais e plataformas digitais. O grupo prevê ciclo de leituras, produção de artigos, publicação de livros-reportagem em variadas plataformas, participação e realização de eventos, promoção de cursos e oficinas, incentivo a projetos de pesquisas para iniciação científica, pós-graduação, fomento à pesquisa em cooperação interinstitucional.
LÍDERES: Gloria de Lourdes Freire Rabay e Sandra Regina Moura.
LINHA: Jornalismo, gênero e diversidade. Métodos de reportagem e processos produtivos. Processos, práticas e produtos jornalísticos.


JORNALISMO AUDIOVISUAL E EXPANDIDO

EMENTA: Compreender as lógicas de produção no telejornalismo regional. Identificar as práticas adotadas e também possíveis mudanças nos processos produtivos. Envolve estudos que analisam aspectos históricos do telejornalismo regional. Realizar estudos que envolvam a economia criativa, voltados para o campo do telejornalismo regional. Analisar o cenário atual e novas possibilidades.
LÍDERES: Fabiana Cardoso de Siqueira e Zulmira Nóbrega Piva de Carvalho.
LINHA: Telejornalismo e Rotinas Produtivas / Memória / Economia criativa.


TEORIAS E METODOLOGIAS DA PRODUÇÃO JORNALÍSTICA NA MÍDIA REGIONAL

EMENTA: O projeto de maior repercussão do grupo está relacionado com a pesquisa critérios de noticiabilidade e valores-notícia na mídia regional e tem como objetivos: analisar os fatores e variáveis responsáveis pela escolha dos critérios de noticiabilidade e valores-notícia nos principais jornais impressos da Paraíba (A União e Correio da Paraíba) e de Pernambuco (Diário de Pernambuco, Jornal do Comércio e Folha de Pernambuco); Verificar critérios de noticiabilidade e valores-notícia dos jornais à luz da concepção de informação local e jornalismo de proximidade; Identificar os principais critérios de noticiabilidade e valores-notícia utilizados pelos jornais objetos do presente estudo; Analisar os critérios de noticiabilidade e valores-notícia adotados pelos proprietários das empresas jornalísticas objeto do presente estudo; Comparar a pauta dos jornais com a conjuntura socioeconômica, política e cultural da região.
LÍDERES: Luiz Custódio da Silva e Sandra Regina Moura.
LINHA: Teorias do Jornalismo Aplicadas às Mídias Regionais / Metodologias de Produção Jornalística nas Mídias Regionais.


GRUPO DE PESQUISA EM JORNALISMO E MOBILIDADE – MOBJOR

EMENTA: Grupo de Pesquisa em Jornalismo e Mobilidade - MOBJOR constitui-se de um grupo inovador que aglutina pesquisadores e estudantes em torno de pesquisas e estudos sobre a relação jornalismo e mobilidade a partir da perspectiva das tecnologias móveis digitais (tablets, smartphones, smartwatch e RV) e do paradigma da mobilidade contemporânea dentro de um contexto de convergência jornalística e multiplataformas e de um ecossistema móvel. O Grupo tem por objetivo: 1) desenvolver estudos e metodologias para análise de fenômenos da mobilidade informacional aplicada ao jornalismo; 2) capacitar alunos e pesquisadores para o desenvolvimento de pesquisas avançadas no campo da comunicação móvel em nível de graduação e de pós-graduação; 3) propor o desenvolvimento de aplicativos e sistemas para dispositivos móveis digitais através de laboratório de pesquisa da mobilidade informacional; 4) estabelecer parcerias nacionais e internacionais para estudos e projetos e intercâmbios de pesquisadores.
LÍDER: Fernando Firmino da Silva.
LINHA: Cibercultura e redes sociais / Jornalismo digital / Jornalismo móvel.


GJAC - GRUPO DE PESQUISA EM JORNALISMO, MÍDIA, ACESSIBILIDADE E CIDADANIA

EMENTA: Criado como atividade do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da UFPB, o Grupo de Pesquisa em Jornalismo, Mídia, Acessibilidade e Cidadania - GJAC, reúne as investigações desenvolvidas pelos docentes ligados aos cursos de graduação e pós-graduação do Centro de Comunicação, Turismo e Artes, às quais, tomam o campo jornalístico, através da análise dos seus produtos, processos e práticas, como lugar privilegiado para pensar sobre acessibilidade e cidadania. O grupo funciona, pois, como uma espécie de guarda-chuva, acolhendo diversos estudos, tanto os de caráter teórico-científico, como aqueles voltados à produção técnico-acadêmica, com ênfase para intervenções destinadas a orientar e qualificar a prática dos profissionais do jornalismo. Ciberjornalismo, agendamento e contra-agendamento, telejornalismo comunitário e cidadania, mídias audiovisuais, jornalismo e diversidade, leitores de jornais e acessibilidade, mídias radicais: Estes conjuntos de conteúdos resumem as pesquisas principais.
LÍDERES: Joana Belarmino de Sousa e Pedro Nunes Filho.
LINHA: Jornalismo, Cidadania e Ética / Jornalismo, Mídias Audiovisuais e Encenações da Diversidade Pesquisas em Jornalismo, Acessibilidade e Cidadania.