Você está aqui: Página Inicial > Contents > Menu > Pesquisa > Internacionalização
conteúdo

Internacionalização

por gustavodacostaalvess publicado 11/02/2020 11h06, última modificação 02/03/2020 15h08

O processo de internacionalização do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da UFPB decorre, em vários aspectos, das diretrizes da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); das diretrizes da Universidade Federal da Paraíba, notadamente a Resolução Nº 06/2018 que regulamenta a sua Política de Internacionalização; e, também, das ações fomentadas pelo próprio Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da UFPB.

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), atendendo à necessidade de internacionalização dos Programas de Pós-Graduação, implantou, em 2017, um amplo Programa de Internacionalização, com proposta voltada à Pós-Graduação. O “Mais Ciência, Mais Desenvolvimento” (MCMD) foi colocado em prática como modo de ampliar a excelência do ensino e das pesquisas, criando um ambiente propício nas IES brasileiras, em conformidade com o Plano Nacional de Pós-Graduação (PNPG) 2011-2020.

Desde 2016, a internacionalização tem ganhado relevância junto à Pró-Reitoria de Pós-Graduação da UFPB. A instituição tem buscado alcançar metas importantes, qualificando, assim, o ranking dos programas junto às agências de fomento nacionais e internacionais. Esse é um fator importante que beneficia todos os programas de pós-graduação da universidade, dentre os quais o de Jornalismo.

A UFPB observa que o Plano de Desenvolvimento Institucional deve incorporar como objetivo principal a promoção de uma cultura de internacionalização entre toda a comunidade universitária, com vistas ao fortalecimento do conceito e inserção institucional no cenário mundial, tendo como base a pós-graduação e a pesquisa.

Nesse contexto, o PPJ/UFPB tem participado ativamente do esforço empreendido pela Pró-Reitoria de Pós-Graduação (PRPG) e Pró-Reitoria de Pesquisa (PROPESQ) no âmbito da UFPB, seja nos Fóruns de Coordenadores de Pós-Graduações, seja nas reuniões dos Conselhos de Centro ou mesmo em respostas a questionários e elaboração de propostas para atender ao Plano Capes de Internacionalização da Pós-Graduação.

Na UFPB, o referido Plano foi lançado em 27 de março de 2017 e é executado com os coordenadores dos Programas de Pós-Graduação stricto sensu e com a Agência de Cooperação Internacional (ACI). Em 2019, com o desenvolvimento dessas ações processuais, tivemos como resultado o(UFPB), tendo sido contemplado pelo Edital Capes PrInt. Com essa conquista o objetivo da Instituição é expandir e consolidar a internacionalização dos Programas de Pós-Graduação. Desde então, foram realizadas várias ações, tais como: diagnóstico sobre a situação atual de internacionalização dentro da UFPB; relatórios encaminhados à Agência; discussão e elaboração de diretrizes institucionais de internacionalização.

Simultaneamente ao Projeto Institucional de Internacionalização da UFPB, a ações de internacionalização dentro do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo se manifestam também com a participação de pesquisadores internacionais em eventos e publicações organizados pelo Programa. É o caso da participação das pesquisadoras francesas Virginie Julliard (da Universidade de Sorbonne) e Maxime Cervulle (da Universidade de Paris VIII Vicennes) na edição número 2, volume 6, em 2019, da Revista Âncora (periódico vinculado ao PPJ), cujo título foi: “Estudos feministas e de gênero em jornalismo”.

Dentro do processo de internacionalização, cabe ainda ressaltar a participação de pesquisadores do PPJ/UFPB em eventos científicos internacionais, que resultaram na publicação de seus artigos. Em 2019, as professoras do PP/UFPB Zulmira Nóbrega Piva de Carvalho e Sandra Regina Moura foram à cidade de Zaragoza, na Espanha, participar do VIII Congreso Internacional de Investigación en Comunicación e Información Digital. Foram apresentados, no evento, cinco artigos, decorrentes de pesquisas realizadas com discentes e outros docentes do PP/UFPB, entre eles a Fabiana Cardoso de Siqueira. Essa participação resultará, em 2020, na publicação de cinco capítulos em um livro intitulado “Colección, Información e Digital”, editado pela editora Egregius.

Também foram publicados artigos em línguas estrangeiras por docentes do PPJ. Dentre esses artigos, quatro trabalhos do professor do PP/UFPB Valdecir Becker: “Audiovisual Design for Generative Systems: A Customized Audiovisual Experiment” (Lecture Notes in Computer Science – Qualis Capes B1), “HCI Methods and Practices for Audiovisual Systems and Their Potential Contribution to Universal Design for Learning: A Systematic Literature Review” (Lecture Notes in Computer Science), “The Concept of Interaction Triggers in Audiovisual Design Modeland Its Application to Develop an Interactive Museum” (Communications in Computer and Information Science – print – Qualis Capes B1), “TV Drama, Representation and Engagement: An Analysis Throught He Lenses of the Audiovisual Design” (Communications in Computer and Information Science). Além do artigo da professora PP/UFPB Paula de Souza Paes “La constitution de la specialite jornalistiques url’ immigration em France: logiques politiques et profession nelles dansla production d’information” (Revue Française des Sciences de l’infoation et de la communication – Qualis Capes B2).

O professor PPJ/UFPB Antônio Fausto Neto foi ainda organizador do livro intitulado em inglês: “Bet ween what we say and what we think: where is mediatization?”, editado pela FACOS-UFSM. Além disso, Fausto Neto foi autor de um dos capítulos do livro “As fake news e a nova ordem (des)informativa na era da pós-verdade: Manipulação, Polarização, Filter Bubbles”, editado pela Universidade de Coimbra, em Portugal.

Ainda em 2019, Fausto Neto participou como membro da Comissão Científica do 14º Congresso Mundial de Semiótica, realizado em Buenos Aires, na Argentina. Também realizou entrevistas com Antônio Canelas Rubim, Antonio Pasquali Greco, Beatriz Quiñonez Cely, Hélder Prior, José Luiz Aidar Prado, Maria Helena Weber e Víctor Quelca para a Revista In Mediaciones de la Comunicación (Qualis Capes C), editada pela Universidade ORT Uruguay, de Montevideu. A professora Paula Paes também publicou um artigo no mesmo periódico (In Mediaciones de la Comunicación) com o título: “Mídias, estratégias políticas e comunicação. Redefinições das características da esfera pública no contexto da midiatização”.

O professor do PPJ/UFPB Valdecir Becker também publicou o artigo “Rumo a um framework de ensino baseado em recursos audiovisuais para auxiliar o desenvolvimento de crianças autistas”, na Revista Iberoamericana de Tecnolgía em Educacióny Educación em Tecnología (Qualis Capes B1).

Destacamos, ainda, a organização de dois livros pelo professor do PPJ/UFPB Pedro Nunes participou da: “Democracia FRATURADA: a derrubada de Dilma Rousseff, a prisão de Lula e o Jornalismo no Brasil” e “Imprensa, Crise política e Golpe no Brasil” editados em conjunto pela Editora do CCTA (UFPB) e a RIA Editorial, de Aveiro, em Portugal, além da presença de professora-pesquisadores da Argentina, Colômbia e Portugal com autores de capítulos de livros.

A Revista Latino-Americana de Jornalismo – Âncora vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Jornalismo evidencia esse esforço de internacionalização tendo em 2019 um Conselho Científico do referido periódico formado por 191 pesquisadores nacionais e internacionais, cadastramento em 24 indexadores, Bancos de Dados e Fatores de Impacto.

Essas publicações do corpo docente, participações congressos, ações de internacionalização da Revista Âncora, busca de convênios em 2018 e acordo de cooperação em 2019, publicações em regime de coautoria com universidades estrangeiras, demonstram os resultados colhidos de ações que começaram a ser implantadas em 2017, quando o PPJ/UFPB começou uma série de contatos com pesquisadores de universidades na Espanha, Argentina e Portugal, visando à realização de obras em conjunto, pesquisas e formação de pessoal para pós-doutorado e professor visitante.

Ainda em 2019, a UFPB lançou editais para a contratação de mais de 50 professores visitantes com a finalidade de se trazerem para a instituição docentes estrangeiros ou com experiência estrangeira aos programas de pós-graduação. A seleção para o PPJ/UFPB foi específica para professor estrangeiro, sendo contratado o professor catedrático português Adriano Duarte Rodrigues, fundador do Departamento de Comunicação Social da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, autor de nove livros e de mais de cinquenta artigos na área de Jornalismo e Comunicação.

Adriano Duarte Rodrigues é o segundo professor visitante a participar do Pós-Graduação em Jornalismo da UFPB. Vale lembrar que em 2018, já havia sido contratada a professora Paula de Souza Paes, doutora e mestre em Ciências da Informação e da Comunicação pela Universidade Grenoble-Alpes, na França, e também pesquisadora vinculada ao Laboratório de Pesquisa Gresfc (Groupe de Recherchesurles Enjeux de la Communication). A referida professora segue integrada ao PPJ/UFPB desde então, reforçando a participação docente do Programa em periódicos e eventos de caráter internacional. 

Simultaneamente a isso, o PPJ/UFPB vem realizando uma revisão de todos os convênios internacionais da UFPB que tenham ligação com as áreas de interesse do Programa, buscando, nas universidades estrangeiras, programas e/ou faculdades de comunicação aos quais se possam incorporar e intercambiar experiências.